Traduzir

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

A Pequena Sereia - Livro


Atenção: Spoiler! 
Postagem feita bem rapidinho, apenas pra não deixar o blog sem atualizações... 


Em primeiro lugar, eu nem ao menos sabia que A Pequena Sereia era um livro, sempre imaginei que fosse apenas o filme infantil da Disney. Descobri isso por acaso, quando vi em um site que estão pensando em fazer uma nova adaptação da obra, para um filme mais dark, mais parecido com o livro, que na verdade é bem pequenino, umas 59 páginas apenas.
Li em uma sentada, acho que uns quinze minutinhos e até que gostei dessa versão diferente.
A história real conta a história da filha mais nova do rei dos mares, seria no caso, Ariel, a mais nova de quinze irmãs. Quando uma sereia completa quinze anos, ela ganha o direito de subir até a superfície e ver como é o mundo dos humanos. A seria mais novas sempre sonhou com esse dia e teve que esperar todos os anos, vendo todas as irmãs subirem primeiro que ela. Quando finalmente seu aniversário chegou, ela sem acreditar, sobe de uma vez para superfície e encontra um navio, onde conhece um príncipe de no máximo dezesseis anos. Sim, esse seria o príncipe de olhos azuis do desenho, mas ele não é assim tão romântico e amoroso, como o da Disney.
Muito bem, a sereia se apaixona por esse príncipe e um dia o salva, quando seu navio afunda e ele estava se afogando. Ela o deixa na beira da praia pra ser encontrado por outros humanos.
A vida dela não tem mais sentido sem ele, então resolve ir até a bruxa do mar para lhe pedir pernas. A bruxa diz que pode resolver o problema da menina, mas ela teria que lhe dar o lhe é mais precioso, sua voz.
No desenho a bruxa apenas faz um feitiço e a voz de Ariel sai voando até suas mãos, mas nesse livro, a bruxa corta a língua da moça. Depois ela conta que a transformação será mais dolorosa do que nunca, que ela irá sentir como se uma faca estivesse repartindo sua cauda e depois disso, cada passo que desse com suas novas pernas iria ser como andar em pontas afiadas de facas, que a dor seria enorme, cada passo uma facada sendo enfiada em seus pés, que sangrariam o dia todo por causa dos ferimentos. E que o príncipe deveria se apaixonar por ela, caso ele se case com outra moça, ela iria morrer e virar espuma do mar, pois somente humanos possuem alma imortal e vão para o outro mundo depois da morte. Se o príncipe se apaixonar por ela e com ela se casar, ele estará dividindo sua alma imortal com a moça e então ela também iria pro outro mundo quando morresse. Então a sereia aceita, pois não pode mais viver sem seu príncipe.
Bem, depois ela sobe até a superfície, vai até a praia e no nascer do sol a transformação acontece. O príncipe a encontra e leva pro castelo.
Ele gosta de vê-la dançar, e ela o agrada de todas as formas, mesmo sentindo a dor de cada facada, ela dança todas as vezes que ele pede.
Mas ele é muito bom, até coloca uma almofada na porta de seu quarto para que a moça possa dormir em sua porta, veja só.
Por fim o príncipe se apaixona por outra moça e se casa. Ariel descobre que se matar o príncipe antes do por do sol, ela voltará a ser seria e poderá voltar pro mar, mas ela não tem coragem, pois ainda o ama. Então no momento em que ela deveria se transformar em espuma do mar e morrer, algo acontece. Ela é levada pelo ar, se transformando numa filha do vento, e recebeu a benção, ela terá que voar por trezentos anos fazendo coisas boas, a cada criança feliz que encontrar ela perde um dia nessa contagem, cada criança ruim que a fizer chorar, mais um dia é adicionado. Depois desses mais ou menos trezentos anos ela ganha o presente de ir pro outro mundo, ganhando sua alma imortal que tanto desejou.
Pois é, a sereia sofre do começo ao fim do livro, essa benção pra mim soou muito mais como castigo, mas ela ficou feliz com isso.
É interessante ver esse outro lado, nem tudo é felizes para sempre, mas pra ser bem sincera, prefiro a versão animada da Disney. Kkkk 


10 comentários:

  1. Eu já conhecia a versão original, só não lembrava o que acontecia com a sereia.
    Eu gosto das duas versões, pois a da Disney foi adaptada para as crianças.

    ResponderEliminar
  2. Kika,

    Sim, eu sei que foi adaptada para crianças, por isso tiraram a parte sombria, mas eu acho essa versão da Disney mais legal, talvez por ter visto muitas vezes quando era pequena... :)

    ResponderEliminar
  3. Eu nunca li a versão original :(
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Katrine,

    O livro é muito curtinho, então dá pra ler em alguns minutinhos...

    Beijão :)

    ResponderEliminar
  5. nossa se cortassem a lingua no filme, nao seria da disney ne rs' realmente eu tbem achei bacana a versao verdadeira do livro tbem nao sabia de sua existencia. beijaao



    annecrisley.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderEliminar
  7. Ainda não li a versão original :/

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderEliminar
  8. Ariel é na verdade uma personagem literária? Hahaha
    Adorava ela nos tempos de infância! Não sei se gostarei agora no fim da adolescência...
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderEliminar
  9. Vinícius,

    pois é, também não sabia disso. kkk :)

    ResponderEliminar

Adoraria saber o que você está achando do blog, e da postagem...