Traduzir

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Orgulho e Preconceito - Livro



É bem diferente ler algo de uma época antiga que foi escrito no presente, do que ler algo antigo que foi escrito naquela antiguidade. Por alguma razão, acho extremamente divertido a forma como os personagens conversavam naquela época, acho tão desnecessário todos esses títulos antes dos nomes, todas essas formalidades, e todo o resto. Uma pessoa uma vez me falou que a humanidade foi ficando preguiçosa, por isso falamos com gírias hoje em dia e tudo é abreviado, que ela adorava a forma como as pessoas se comunicavam antigamente, falar em prosa, poeticamente, pensando em cada palavra antes dela ser dita. Eu concordo que era mais bonito e tudo mais, mas tão desnecessário. Kkkkk Mas não deixa de ser divertido e lindo de se ler, eu gosto bastante.
O livro é muito bom, te deixa comprometido com a leitura de tal maneira espantosa. É uma história interessante que envolve tantos personagens, tantos conflitos, alguns fúteis e bobos, outros sérios e alguns escandalosos.
A escritora definiu perfeitamente cada caráter de cada personagem, todos muito bem construídos, não encontrei nenhum momento de bipolaridade entre eles. Todos os personagens são muito bem definidos, com suas opiniões, seus pensamentos, são incríveis.
Só acho que penso diferente do resto do mundo em relação a Mr. Darcy, pois todas as mulheres que conheço que leram o livro, dizem que ele é o responsável por grande parte de suas desilusões amorosas. Em parte acho que isso é um pouco de graça, pois é isso que todos querem acreditar, ou talvez seja mesmo verdade, não estou querendo julgar ninguém. Eu gosto de Mr. Darcy, acho a personalidade dele intrigante demais, me faz querer conhecê-lo cada vez mais e mais. Ele é um homem sério, de poucas palavras, misterioso e bonito, é claro. Senti falta de cenas com ele, pois ele aparece realmente poucas vezes no livro. A história fica muito focada nos vizinhos, nas irmãs de Elizabeth, e esquecem um pouco do “quase” romance de lizzy e Darcy, essa parte podia ter sido mais explorada. Ficava me coçando, esperando Mr.Darcy aparecer novamente.
O livro conta a história de cinco irmãs, que ainda não se casaram, dos vizinhos, parentes e amigos dessas irmãs, de como era a vida naquela época, de como tudo dependia de imagem e de como fofocas podem acabar com tudo em questão de segundos.
O estranho disso tudo e posso dizer isso sem ter medo de que possa ser algum spoiler, pois não é, é que o livro te deixa tão preso, tão curioso pra saber o que acontecerá na cena seguinte, que mesmo os apaixonados não terem cenas mais fortes, mais românticas, além de conversinhas e sorrisinhos tímidos (que na verdade era assim que namoravam naquela época), mesmo não havendo nem ao menos um beijinho se quer entre nenhum dos casais, nada disso diminui sua curiosidade ou o prazer que encontra quando as coisas se acertam. Fiquei um pouco passada quando não encontrei nem um beijo durante o livro todo, mas ao mesmo tempo espantada de saber que a autora conseguiu escrever algo tão criativo e incrível sem ter nem ao menos uma cena desse tipo, pois vamos combinar, nós mulheres, adoramos essas cenas românticas.
Bem, seria muito injusto dizer que fiquei um pouco decepcionada com o final, mas a verdade é que fiquei um pouquinho, sei lá, eu estava esperando algo tão grande em relação a Mr. Darcy, e sim, ele é um completo cavalheiro e possui tantas características que fariam qualquer (ou quase) mulher se apaixonar, as falas dele são demais, o modo como anda, como olha, como se mostra indiferente com o resto do mundo... Enfim, eu só queria ter tido um “um pouco mais”, um pouco mais de tudo isso, mais de Mr. Darcy, mais de Elizabeth Bennet, de Mr. Bingley, e Mr. Bennet.
O pai de Lizzy, sendo talvez esquecidos pelas pessoas, é um de meus personagens preferidos, adoro as tiradas dele e a forma como pensa, suas falas compensam qualquer desilusão que pude ter tido durante a leitura.
É um livro que recomendo de olhos fechados, mesmo tendo adivinhado algumas coisas que aconteceriam, isso não diminuiu em nada o prazer que tive pela leitura, tudo muito leve, lindo, amável e curioso. As pessoas que preferem livros da “realidade”, histórias humoradas com pitadas de drama e romance, irão adorar, sem sombra de dúvida...

14 comentários:

  1. Tá aí uma autora que eu tenho vontade de conhecer, mas vivo deixando pra depois.
    Agora uma coisa que eu nunca tive coragem de fazer é resenhar um clássico, não acho que vou conseguir dizer nada que já não foi dito...

    ResponderEliminar
  2. Conheço esse livro pois a minha mãe leu e adorou, penso muito em ler. Você escreve muito bem, parabéns! Eu concordo que a humanidade vai ficando mais preguiçosa com o tempo hahahahah fazer o que, né?

    O blog está atualizado, vamos conferir?

    A Oficina Feminina (retribuo comentários )

    ResponderEliminar
  3. Julia,

    O livro é bom mesmo, vale a pena ler!
    Já vou dar uma passada em seu blog pra conferir...

    Beijão :)

    ResponderEliminar
  4. Eu preciso ler esse livro, todos que eu conheço já leram e acham maravilhoso!
    Um beijo.,
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Raphael,

    Eu gostei muito dela, adorei!
    Não tenho medo de resenhar por ser um clássico, pra mim é normal. kkkk
    Ah, e eu falei algo diferente, todo mundo, mas TODO MUNDO que vi e que conheço fala que Mr. Darcy é o responsável por suas desilusões amorosas, eu acho isso besteira. kkkkk :)

    ResponderEliminar
  6. Katrine,

    Ele é ótimo mesmo, muito divertido! :)

    Beijão :)

    ResponderEliminar
  7. Nunca li mas parece ser ótimo, fiquei com vontade de ler, parabéns mesmo, a resenha está maravilhosa! Adorei.
    www.espacegirl.com

    ResponderEliminar
  8. Gabriela,

    Fico muito feliz que tenha gostando, de verdade!

    Grande beijo :)

    ResponderEliminar
  9. Tem razão Camila, você conseguiu falar algo diferente, não só quanto ao Darcy, mas a parte sobre a linguagem eu também achei muito interessante. Só não sei se concordo quanto a beleza da fala rebuscada de antigamente. É bom ter esse domínio e conhecimento sobre um idioma, mas não acho que isso mudou só por preguiça. Conheço vários escritores ótimos, que tinham um vocabulário vastíssimo, mas mesmo assim escolheram escrever em linguagem popular por verem mais beleza e poesia nesta, do que na fala nobre e culta. Por exemplo, Allen Ginsberg, Jack Kerouac e Ernest Hemingway - para citar uns poucos. Acontece que a linguagem muda com o passar dos anos, mas isso não está sempre relacionado a preguiça, acho que algumas pessoas exageram no saudosismo. Enfim, concordo com você quando você diz que é desnecessário.

    ResponderEliminar
  10. Já li esse livro a uns anos e me apaixonei. Gosto muito de história e realmente me interessou.

    http://cindereladementira.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/CinderelaDeMentira

    ResponderEliminar
  11. Oi, Camila.

    Tenho receio de ler esses clássicos, pois muita gente ama e eu termino detestando. Morro dos Ventos Uivantes me deixou tão frustrada - o filme -, quem sabe o livro seja melhor. Se bem que a história é horrível, quando terminei de assisti-lo, pensei "então era isso? Perdi meu tempo". Tomara que eu goste de Orgulho e Preconceito, curiosidade é o que não me falta para lê-lo.

    Ah, amei sua resenha/comentário, ficou muito boa mesmo. ;)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderEliminar
  12. Isie,

    Não detestei, mas também não amei de paixão, eu gostei, adorei a forma que a escritora escreve...

    Que bom que gostou, Isie, isso me deixa feliz... :)

    Beijão :)

    ResponderEliminar
  13. Sim! Eu também ADORO o pai da Elizabeth! E eu adoro a linguagem usada, toda a formalidade, etc. sério, eu acho tão mágico, lindo ;_; demonstra respeito para com o outro, e dependendo do modo usado, você consegue debochar e irritar a pessoa apenas sendo um pouco menos cortês, etc.
    Enfim!
    Beijos, Ni
    Ninhada Literária

    ResponderEliminar
  14. Ni,

    O pai de Lizzy é mesmo uma figura. E você tem razão, é fácil ofender as pessoas nessa época. kkkk


    Beijão :)

    ResponderEliminar

Adoraria saber o que você está achando do blog, e da postagem...