Traduzir

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Faculdade, Grupos e Odeio Dormir


Eu adoro a faculdade, adoro o curso que escolhi e tudo mais, flores e alegrias, mas confesso que quando as aulas voltam, juntamente com a rotina, fico um pouco desanimada. Não significa que eu não goste, só queria que os próximos anos passassem um pouco mais rápido e que meu quinto ano de faculdade chegasse num pulo. Principalmente quando estou em semanas de provas, nem te conto, eu viro outra pessoa nesses dias. Acabo dormindo de maquiagem, fico nervosa, algumas vezes enjoada, durmo pouco, bem menos do pouquíssimo de horas que sou acostumada a dormir. Meus olhos doem de tanto ler e eu fico completamente louca, literalmente. É tanta coisa na cabeça, acho que cansaço mental é pior que o físico.
Bem, minhas aulas voltaram essa semana então meu tempo livre praticamente desapareceu.  Estudar Direito não é mole!
Acho que o que mais sinto falta em época de aula é não poder mais ler o quanto gostaria. Meu tempo livre pra ler diminui bastante e mesmo contrariada, acabo indo dormir um pouco mais cedo. Não sei se já comentei por aqui, mas eu odeio dormir. Ok, não é que eu odeie, quando estou dormindo não quero acordar nunca mais e ficar olhando a Terra do Nunca de longe, mas no tempo que estou acordada, não quero saber de dormir. Veja bem, fico pensando no que eu poderia fazer no tempo que estou dormindo, quantos livros eu não leria, quantos filmes e séries não veria, quantas páginas de meu livro não escreveria, quantos banhos quentes não tomaria, quantas jujubas não comeria, etc, etc, as possibilidades são infinitas. Então eu não durmo ou quase não durmo. Fico acordada o máximo de tempo que consigo, prolongo a hora de ir para cama o máximo que posso, para explicar melhor, digamos que só me deito quando meus olhos não conseguem mais ficar abertos ou quando as coisas que vejo e escuto começam a deixar de fazer sentido.  Então, quando estou em época de faculdade, resisto ao instinto de permanecer acordada e acabo dormindo um pouco mais cedo, só um pouquinho, mas...
Então, voltando ao assunto, meu tempo de me perder em mundos diferentes, de interagir e me apaixonar por personagens diminui bastante quando tenho que estudar e isso me deixa um pouco triste, mas sei que é por uma boa causa.
Ah, já ia me esquecendo de comentar um pequeno fato sobre faculdade, mas isso também acontece em escolas, empresas, escritórios e acho que em todo lugar que exista gente, mesmo que a grande maioria se encontre em salas de aulas. Nos deparamos com vários tipos de pessoas em salas de aula, vários tipos mesmo, eu até tinha pensando que já tinha visto de tudo, mas o pessoal da minha faculdade conseguiu superar minhas expectativas e me surpreender.
Sempre existe aquela menina linda de olhos azuis e que todos os meninos ficam dando em cima e ela mesmo sabendo de tudo que acontece, finge não saber, ver e nem escutar nenhum tipo de comentário sobre ela, mas todo mundo sabe que ela sabe... E gosta! Qual outro motivo pra pedir aulas particulares e ir com saias minúsculas e fazer piadinhas nada elegantes com o professor que na grande maioria das vezes dá uma bela patada em resposta?
Sempre temos aquele menino muito bobo e tonto que de tão bobo nem faz ideia que é bobo. Mas ele é tão tonto e acha que é o Pá, ele acha que está abalando, que todos devem estar pensando que ele é demais, mas a verdade é que todo mundo sabe que não passa de um babaca, eu sinto pena do bobo, algumas vezes sinto ódio, mas na maioria dos dias é pena mesmo e isso é muito ruim, pois pra mim esse é o pior sentimento que alguém pode sentir por uma pessoa. Temos também aquela menina que pensa e age como se fosse rica, mas todo mundo sabe que não é. Chamo isso de mania da barata! Qual é, você sabe, aquela barata da música, “Ahhhh barata diz que tem...”kkkkkkkkkkkk
A burrinha ou o burrinho, desculpe, não quero fazer bullying, mas foi a forma mais fácil de explicar, seria isso ou “pessoas desprovidas de inteligência”. Coitados, desses eu tenho pena, mas num sentido carinhoso, eu tento ajudar, pois normalmente eles são gente boa e só precisam de um pouco de ajuda e não custa nada dar uma mão.
E então temos os nerds, ah, os nerds, criaturas que sentam na primeira carteira e normalmente possuem um certo asco por atividades esportivas... E professores de Educação Física. É claro que eu me encaixo nesse grupo. Eu mesma poderia me etiquetar como parte desse grupo, não tenho problema nenhum com isso, mas fui etiquetada assim desde a primeira série, acho que está no sangue... Ou na cabeça. Eu sempre fui estudiosa, sempre. Quando era pequena, eu estudava no período da tarde, mas sempre acordava as oito da manhã, tomava banho, colocava o uniforme e ia repassar a matéria. Minha mãe acordava pra ir trabalhar e eu já estava pronta, de cabelo molhado e com um livro estendido na cama e ela tinha muito orgulho disso, pois meus dois irmãos precisavam ser acordados na base da água, sabe como é, um copo de água sendo jogado na cara, pode parecer cruel e cavernoso, mas funciona e funciona muito bem.
Eu adorava redações, sempre passava o limite estipulado de linhas pelo professor, sempre ganhava os concursos de redações também e adorava ler o que escrevi na frente da escola toda, eu me sentia muito importante.
Na escola, os nerds podem ser o esquisitos, garotas e garotas de óculos que sempre são motivo de piada, mas na faculdade a coisa é um tanto quanto diferente. Primeiro, todo mundo pede sua ajuda, ainda mais se você leva seu computador pras aulas e consegue digitar tão rápido que anota cada palavra que o professor fala. Posso parecer um pouco doida varrida e um tanto alucinada e posso ficar um tanto grossa quando alguém me interrompe no meio das anotações e me faz perder a última frase dita pelo professor, mas ninguém pode dizer que não anoto exatamente tudo que sai dos lábios dos professores. E no final das contas, todo mundo sai ganhando, pois perdi a conta de quantas pessoas me pedem para enviar a matéria por e-mail, todo mundo fica feliz.
Bem, é isso, um post meio confuso sobre faculdade, livros, escola, tempo, grupos e pessoas tontas. Mas me conte, qual grupo você mais gosta e o que mais detesta em sua faculdade/escola, eu iria adorar saber. 
PS- Coitada da Carol, a garota ao meu lado, em todas as fotos que tiramos hoje na faculdade, meu cabelo escondia um pedaço de seu rosto. 
Ah, só pra constar, a Carol se encontra no grupo de pessoas que você olha quando tem que fazer um trabalho ou naquelas raras, raríssimas ocasiões em que o professor anuncia na última hora que a prova será em dupla. 

14 comentários:

  1. Olá, quando eu era criança os nerds eram chamados de CDFs. Para os meus colegas eu era uma CDF. Eu não gostava, tinha inveja da menina "bonita" que todos os meninos eram a fim. Minha mãe sempre me cobrou bastante e no inicio eu tinha certa facilidade mas nos ultimos anos do fundamental começou a ficar chato e estudar já não tinha tanta graça. Nunca reprovei, mas por fim passava por média. Claro que algumas matérias eram mais faceis e rolavam notas boas de verdade! Levei um tempo pra prestar vestibular e me arrependo disso pois quando precisei conciliar trabalho e estudo eu surtei. No momento não sei o que quero fazer e na dúvida fica tudo como está. Ah... quando era mais nova também não gostava de dormir, achava improdutivo! Hoje em dia que o máximo que consigo dormir são 6 horas sinto muita falta...
    Fica com Deus Camila

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na minha época se falava CDF também. kkkkk
      Por incrível que pareça, eu sempre gostei de ser chamada assim, achava que combinava comigo, eu era uma CDF mesmo, aceitava isso muito bem. Eu não era muito bonita, usava muitos aparelhos, óculos que não combinavam comigo, roupas que minha mãe escolhia, não era eu mesma ou então estava caminhando pra ser eu, mas não tinha inveja das meninas bonitonas.
      Sinto falto do tempo livre pra dormir também, mas como disse, prefiro ficar acordada fazendo alguma coisa, nem que seja somente escutando música até pegar no sono. kkkk

      Beião. Kika :)

      Eliminar
  2. boa tarde...faço faculdade em bauru e vendo o post parece que estava vendo minha sala...tenho minha turma mas sinceramente não gosto dessa divisaõ feita em uma faculdade...pois quando chegamos em uma já passamos por bastante coisas na vida...na minha sala têm pessoas que está sempre de nariz em pé e si acha mais que os outros na realidade pessoas vazias que pode atê ter conhecimento da matéria mas não dá vida...bjssss daiane

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Baurú? Que legal, Daiane, minha tia mora nessa cidade, passei muitas férias aí, adoro essa cidade, principalmente o zoológico.
      Pois é, tem muita gente tonta no mundo, né? É a vida!

      Um beijo :)

      Eliminar
  3. Eu também sou assim em questão ao sono. Fico acordada até quando posso, mas quando durmo só queria acordar no Natal - minha época preferida do ano.
    Entre os grupos da escola, bem, o que eu mais gosto é o meu! Nós não somos nerds, nem metidos a ricos, nem bobocas, nem burros - eu acho -, mas sempre nos esforçamos por boas notas nas provas e nos trabalhos sempre estamos lá, sempre as mesmas cinco pessoas. Levamos bronca dos de alguns professores às vezes por conversar - haja assunto! - mas bem, admiro meu grupo. Algumas pessoas da minha sala querem passar por cima dos outros, sabe? Isso me irrita, e me distancio dessas pessoas, e acabo ficando sempre no mesmo grupo, mas não me importo, amo meus amigos!
    Quantos ao burrinhos, tenho pena, e nem ajudo porque não tenho paciência, ensino uma vez e se não entender já tenho vontade de matar, por isso jamais conseguiria ser professora... u_u'
    Quanto ao curso, tenho certeza (absoluta!) de que queri fazer Ciência da Computação.
    Bjo, Sel ;*

    Jovens Gordinhas
    Unicórnio com Bigode

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já levei muita bronca por conta de papo em sala de aula, quem manda as amigas sempre aparecerem com novidades que podem ser mais interessantes que a matéria na lousa? kkkkk
      Eu costumo ter um certo nível de paciência para ajudar, mas tudo tem limite, algumas vezes fico nervosa, principalmente quando é uma coisa muito boba e fácil de aprender a pessoa não entende. Parece maldade falar assim, mas isso me deixa nervosa. kkkkk

      Que legal o curso que escolheu, Sel, meu marido é analista de sistemas. :)

      Beijão

      Ah, que bom que está e volta na net!

      Eliminar
  4. Olá! Eu me encontro no grupo dos nerds também, com a pequena diferença de que não sou tão aplicada assim... Mas, enfim, sempre tive muita facilidade nos estudos e notas muito boas. É verdade que a forma de ver um nerd muda da escola para a faculdade, se bem que na maioria das minhas turmas, as pessoas se dedicam bastante (em algumas disciplinas, tem exceções). O engraçado no meu curso é que, sendo letras e ainda por cima licenciatura, a maioria das turmas que frequento é composta apenas de meninas, sendo que em raras ocasiões temos um garoto na sala. É meio chato mesmo perder uma parcela do tempo que temos para ler ou fazer outras coisas das quais gostamos, mas faz parte da vida... hehe. Com relação ao sono, tenho o mesmo pensamento que você: eu detesto ir dormir. Agora, quando se trata de acordar... É uma dificuldade tremenda me tirar da cama. Meu sonho é um dia poder trocar as manhãs pelas noite, podendo virr noites escrevendo e dormir até tarde na manhã seguinte... Meio difícil acontecer, mas não custa sonhar, neh?!
    Beijos,
    Niki - http://www.meigaemalefica.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Niki.
      Eu já fiz pedagogia e minha sala era lotada de meninas também, acho que tinha só 3 homens. Acho engraçado e ao mesmo tempo legal uma sala cheia de mulheres. kkkk

      Um beijo :)

      Eliminar
  5. kkkkkkk adorei o texto cah
    eu tenho a síndrome do urso eu hiberno totalmente amooo dormir, acho que se fizesse um calculo, a somatória da minha vida mostraria que eu passei boa parte dela dormindo kkkk
    Imagino a vida de quem faz faculdade nao deve ser nada fácil, eu estou estudando para o enem, já estou surtando imagina provas e trabalhos de faculdade que deus me acuda rsrsrs, por isso resolvi escolher uma facul com menos tempo, escolhi fazer letras,apesar que gostaria de fazer engenharia agronômica, mais sao 5 anos nao tenho paciência p ficar tanto tempo enfurnada em um curso só.
    Os grupos escolares sempre é um problema nao é, apesar que na época de escola eu poderia dizer que eu era popular, mais nao pertencia a grupo nenhum, porem era respeitada por todo mundo, principalmente quando eu soquei um muleke kkkkkkkkkkkk, mais realmente esse tipo de pessoa que vc citou tem em toda parte mesmo.Resolvi fazer a facul junto com meu marido apesar do curso ser diferente, acho que pessoas na faculdade tanto homem como mulher nao tem noção da palavra RESPEITO, mesmo sabendo que a pessoa é comprometida da em cima na cara de pau.
    Entao se uma fulaninha desse tipo ai que vc citou acima que vai de mini saia, que é bem dissimulada do tipo EU SOU GOSTOSA QUE ISSO kkk, der em cima do meu marido, ai eu simplifico facinho do uma surra nela com o meio centimetro de saia que ela esta vestida kkkkk.
    E que Deus me ajudo o ano que vem pq, eu sou muito pavil curto nao tenho muita paciencia, mais o esforço compensa depois quando nos formarmos.
    bjusss cahhh
    www.stiloboneca.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nossa, que menina brava! kkkk
      Meu marido estuda na mesma faculdade que eu, ele também faz Direito, mas está um ano na minha frente.
      Fica tranquila, na faculdade é tanta coisa pra fazer que você nem vai prestar atenção nessas meninas. kkk
      Você é demais, Candie, dei risada com seu comentário.

      Um grande beijo, flor. :)

      Eliminar
    2. Pode ter certeza que eu esqueço de fazer as coisas mais de ver se as periguetes estao de olho no meu amorinho aaaaa isso eu nao esqueço nao, é primordial,kkkkk
      Cah sera que vou levar muita suspensão kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      bjuss

      Eliminar
    3. kkkkkkkkk espero que ninguém fique de olho nele e que você possa ficar bem calminha. kkk
      beijão, Candie ;)

      Eliminar
  6. Oi Camila, tudo bem?
    Sei exatamente o que é isso! Também retornei com as aulas, e apesar de amar a Faculdade e tudo mais, dá o maior desânimo..hehe
    Se estudar Biologia está sendo puxado imagina Direito, nossa Parabéns por estar firme e forte!

    beijos e bom estudo!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todo curso é complicado de alguma forma, né?
      Mas vamos que vamos! kkkk

      Beijos :)

      Eliminar

Adoraria saber o que você está achando do blog, e da postagem...