Traduzir

domingo, 6 de outubro de 2013

Depois da Terra


Desde que vi o trailer, fiquei com vontade de ver o filme, mas achei que Will Smith seria o foco, como sempre, mas a pessoa que teve o foco maior nesse filme, foi o filho do Will Smith.
Pois é, pra mim esse filme foi um grande passe de entrada do filho do Will Smith para as telinhas, foi a grande entrada com classe, pegando um filme em 3D, cheio de ação e tendo  pai e filho atuando. A verdade é que se o pai não tivesse feito o filme, não seria tão falado assim, eles colocaram o pai para que o filho fosse assistido. Mas enfim, eu não detestei o filme, como tanta gente detestou, muita gente falou coisas ruins, disseram que não presta e tudo mais, mas não acho que seja assim.
Vejamos, tenho alguns critérios para classificar os filmes como ruins, aqueles que não consigo ver até o final, aqueles que vejo forçadamente, alguns vejo achando que o final irá compensar tudo, entre outros. Depois da Terra não se encaixou em nenhuma dessas categorias, pois assisti até o final numa boa, sem odiar, sem ficar com raiva e nem nada disso.
O filme vai mostrar os seres humanos vivendo em outros planetas, pois a terra estava destruída, então os humanos vão para outro planeta, mas encontram alienígenas que são criaturas feitas para matar humanos. Esses alienígenas sentem o cheiro do medo e por isso encontram os humanos onde quer que eles estejam, mas algumas poucas pessoas chamadas de “ghost” conseguem não sentir medo, por isso não liberam o hormônio do medo, sei lá, não lembro o nome do negócio, mas é isso, se a pessoa não sente medo, o alienígena não pode ver a pessoa, sendo assim ela o mata num piscar de olhos. Então, Will Smith é um ghost nesse filme, por isso é quase uma lenda entre os humanos.
Muito bem, num dia eles estão fazendo uma viagem com a nave espacial, mas acontece um problema no caminho, eles são atingidos e caem num planeta complemente perigoso, a Terra. Nosso planeta está totalmente mudado, há mil anos não é habitado por humanos e tudo que se encontra por lá evoluiu para nos matar. Na queda, Will Smith ficou gravemente ferido, os outros passageiros morreram e o único que ficou vivo foi o filho de Will Smith. Eles precisam ligar um rastreador para que os outros humanos saibam onde a nave deles caiu, para que possam ser resgatados, mas o rastreador está quebrado, por isso o filho de Will Smith precisa andar sozinho pela Terra, até chegar ao outro pedaço da nave, que se partiu ao meio na queda, para pegar outro rastreador.
Enfim, o filme inteiro fica mostrando o garoto tentando chegar até o outro pedaço da nave, enquanto sobrevive no planeta, tendo apenas as instruções que seu pai vai lhe dando.
Como disse antes, eu gostei do filme, não é nada de extraordinário, nada de tão diferente ou qualquer outra coisa do tipo, mas não é ruim. Não achei ruim a interpretação do filho de Will Smith, mas também não achei espetacular, mas qual é, esse foi o primeiro filme dele, ao menos eu acho que foi.
É um filme com ação, aventura e cenas tensas, eu recomendo, acho que vale a pena ser visto e não acho que seja perda de tempo. Não vai ser o melhor filme que você viu na sua vida, mas dá pra passar o tempo. 
Como podem ver, não falei muita coisa do filme, pois não há muito o que se falar mesmo, mas é isso, aquele tipo de filme que assistimos e achamos legal e só isso. 


PS- não sei o motivo por ter dito "Will Smith" um milhão de vezes seguidas e por não ter dito o nome do personagem dele no filme, é que pra mim ele vai ser sempre Will Smith, não importa qual seja seu papel e nome de personagem, sendo assim, seu filho sempre sera "o filho de Will Smith". :)

12 comentários:

  1. Antes de ler as criticas ja não estava muito animado com esse filme, depois de ler criticas negativas minha vontade sumiu de vez. É a aquele filme pra assistir num dia sem nada de bom passando na tv. Não parece ser uma bomba, mas não me despertou tanta curiosidade assim. kkkk.

    Enfim, quero ler logo seu livro. E espero que tenha mais outros livros em mente! kkkk.

    Até, Camila! :).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, é um filme meio assim, dá pra ver, mas nada demais.


      Ah, que bom saber que quer ler meu livro, espero conseguir publicá-lo anos que vem.

      Tenho outros livros em mente sim, tirando o segundo de Ninho de Fogo que estou escrevendo, tenho o terceiro de Ninho de Fogo, mais um livro que se chamará "Os Diários Numerados de Madelyne", outro livro que se chamará "Silencio", outro que se chamará "1997" e tenho mais um que tenho a história pronta, mas está sem nome. kkkkk
      Todos esses já possuem histórias prontas, digo, já escrevi como serão, mas tenho minha ordem para seguir e prefiro escrever um de cada vez. kkk

      Eliminar
  2. Nossa assisti esse filme ontem,kkkkkkk.
    Apenas uma palavra para defini-lo, LEGALZINHO.
    nao é aquele tipo de filme que vc fala putzzzzzzzz que filme loko.
    nao eh nada de mais, é apenas assistivel, daqueles que se assiste uma vez e pra nunca mais.
    Esse nao é o primeiro filme de Jaden Smith, ele fez a procura da felicidade, onde contracenou com seu pai, protagonizou karate kid, que por sinal eh uma porcaria, ao lado de jack chan. fez chamado 3d., enfim ele eh um ator mediano, como vc diz apenas FILHO de will smith, nao vejo sua atuaçao tao fantástica, como de grandes crianças prodigios como Abigail Breslin, Dakota fanning,Haley Joel Osment, macaulay culkin.
    mas quem sabe futuramente melhore, pq os filmes do will smith a maioria sao otimos, uma pena que esse deixou muito a desejar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nossa, como estou por fora. kkkkk Nem sabia que ele tinha feito todos esses filme.

      Pois é, os filmes dele sempre são bons, na maioria das vezes, mas esse deixou muito a desejar. :(

      Beijãooooo :)

      Eliminar
  3. Vou admitir meu preconceito com esse filme, mas não é por causa do filho do Will Smith, e sim pelo diretor, M. Night Shyamalan, como esse cara é ruim. Tá 6º Sentido e Corpo Fechado até que foram bons filmes (competentes), mas tudo que veio depois foi dolorosamente ruim (Sinais, A Vila... depois parei de ver os filmes dele, cansei de me irritar). Não que isso releve o fato do Will Smith ter, literalmente, comprado um filme para o herdeiro dele estrelar, só estou dizendo que esse não é o maior dos problemas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha, eu nem sabia quem era o diretor, nem tinha pesquisado. Eu gostei de 6º Sentido, os outros que vc falou, acho que ainda não vi.
      Pois é, esse não é o problema maior, mas eu esperava mais do filme, sinceramente.

      Eliminar
  4. Oi, Camila, tudo bem? Eu vi esse filme no cinema logo que foi lançado e estava super empolgada, achando que seria um ótimo filme de ficção. Entretanto, saí do cinema me enquadrando no grupo dos que não curtiram o filme. O roteiro teve muitas falhas e incoerências... Achei que a história foi meia boca e não curti muito as interpretações também... Enfim, achei um filme sem graça e que não cumpriu minhas expectativas.
    Beijos,
    Niki
    http://www.meigaemalefica.blogspot.com
    http://www.randomcast.com.br

    ResponderEliminar
  5. Ah, são poucos os filmes que mudam nossa vida, que marcam de verdade. A maioria é o caso desse, para passar o tempo.
    Mas curti, acho que vou assistir. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderEliminar
  6. Oi, Camila.

    O tema não chama minha atenção, mas acho que veria o filme tranquilamente se estivesse de bobeira e ele passasse. rsrs... Ah, o filho do Will é famoso, menina. Ele já fez outros filmes. O mais famoso dele foi Karatê Kid. ;)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, uma menina tinha me dito, kkkkkk mas eu nem sabia, pois nunca vi esses filmes.
      Concordo com vc, é um filme pra gente ver, caso esteja passando na TV. kkkk

      Beijão :)

      Eliminar

Adoraria saber o que você está achando do blog, e da postagem...