Traduzir

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Insurgente

Então, esse livro é a continuação de "Divergente", para ler a resenha do primeiro é só clicar AQUI.
Ah, não se esqueça, como se trata de uma continuação, pode ser que exista algum spoiler do primeiro livro.

Quem leu minha resenha de Divergente, já sabe que amei o livro, então nem preciso ficar explicando o quanto gostei de Insurgente. Li o segundo livro logo depois que terminei o primeiro, esse também levei um dia pra terminar. 
Bem, o que dizer? A trilogia é incrível, eu adoro a história e o rumo que os personagens tomam, adoro tudo, mas não posso deixar de comentar que achei esse livro um pouco mais arrastado que o anterior. Não que eu não tenha gostado, eu amei, principalmente por existir romance, mas o primeiro foi melhor pra mim.
Não se passa muito tempo do primeiro livro para o segundo, a história meio que continua direto, então pra quem leu Divergente sabe que os personagens estão se dirigindo para a facção da Amizade, para pedir refugio e ajuda. 
Essa parte foi bem legal, pois podemos conhecer um pouco mais sobre as outras facções. No primeiro livro ficamos muito focados no Destemor e Abnegação, mas em Insurgente podemos nos aprofundar um pouco mais nos outros e entender como as coisas funcionam em lugares diferentes, como as pessoas vivem e pensam.
Iremos descobrir um pouco mais sobre os divergentes e o motivo por eles serem tão "perigosos", o motivo por terem que se esconder.
O relacionamento de Quatro e Tris continua firme, eles sofrem algumas briguinhas e algumas coisinhas, mas a gente sabe que eles se amam. 
Hmm, Tris continua forte e determinada, como sempre foi, mas acho que por ter passado muita coisa e por ter perdido muita gente, não sei como explicar direito, mas ela está um pouco diferente, tomando decisões precipitadas. Sabe quando algo está bem na sua cara, na cara de todo mundo, mas só o personagem principal não enxerga isso? Então, Tris faz umas coisas assim, sem pensar nas consequências ou melhor, ela pensa, mas não como deveria.  
Até a metade do livro, não posso dizer que muita coisa aconteceu, eles ficam apenas mudando de lugar, soltando alguns segredinhos no ar e tentando descobrir o que vão fazer e como vão fazer, mas da metade pro final as coisas mudam um pouco e o livro deixa de ser um tanto quanto arrastado e se torna mais agitado, a leitura flui melhor.
Eu amei, é claro, eu já amo a trilogia, então não irei falar coisas ruins sobre ela, é perfeita.
Continuo apaixonada pelo Quatro, adoro o modo como ele pensa e suas características, adoro também a forma como ele se preocupa com Tris. Só não gosto quando ele não conta as coisas, quando tenta manter segredos, isso me deixa louca da vida, mas eu até entendo, todo mundo guarda alguns segredos, não é?
O final do livro? Ah, não achei lá grandes coisas, imagino que no terceiro tudo ficará melhor e bem mais explicado. Não foi um final ruim, nada disso, mas não fiquei pulando de alegria e batendo palmas, eu gostei, mas não vibrei.
Ah, eu estava tão feliz quando comecei a ler os livros, pois na minha cabecinha, todos os três já haviam sido publicados, mas quando terminei de ler Insurgente, descobri que Convergente só foi publicado fora do Brasil e aqui só será lançado em março, eu acho. Quase pirei, quase morri, mas não posso fazer nada, tenho que esperar. Comecei a ler meu primeiro livro em inglês, mas ainda não é assim tão fácil pra mim, por isso não vou me frustrar tentando ler Allegiant, não, irei esperar sair em português pra poder ler desesperadamente e em poucas horas. 
Bem, se você ainda não leu, leia, pois o filme sai esse ano e você não pode perder, eu não perderia. 

6 comentários:

  1. Eu tenho que continuar a leitura dessa trilogia mas enquanto nao arrumar meu pc de nada vai adiantar ler qualquer livro. Eu to biruta, ja estou sentindo falta de postar mas fazer o que? Enquanto isso pelo menos comento nos blogs alheios, kkkk.

    Como eu ja tinha dito, é uma boa trilogia mas que não me deixou nada muito louco, so me tornou um cúmplice de leitura. Quero ler logo o segundo porque parece que no terceiro eles descobrem algo bem sombrio fora dos portões. Sera que tem zumbi la fora?

    Até, Camila. ;) :).

    ResponderEliminar
  2. Ah, ficar sem computador é uma droga mesmo, odeio quando isso acontece.

    Sim, estou louca pra saber o que vai acontecer no terceiro livro, mas não acho que sejam zumbis não. kkkk

    Agora é só esperar o filme!!!! EEEE!!
    Até :)

    ResponderEliminar
  3. Estou tão atrasado em questão de livros que estou me sentindo envergonhado. Tenho aqui em casa para ler Anjos e Demônios, Os Miseráveis, Ilíada, Ponto de Impacto e outros. E o pior é que não estou lendo nenhum. kjahkjsjas. Me julgue. Eu decidi ler a outra resenha do primeiro livro, me pareceu ser um ótimo livro. Vou procurar direitinho na livraria depois.

    ACESSO PERMITIDO: No twitter.
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kkkk todo mundo passa por fases assim, quando ficamos um tempo sem ler. Faz bem algumas vezes. kkkk
      Ah, o livro é ótimo sim. :)

      Eliminar
  4. Oi, Camila! Só agora fui ler sua resenha de Divergente e conferir essa. Coincidentemente, li os volumes mais ou menos na mesma época que você e minha resenha de Insurgente vai sair essa sexta no RandomCast... hehe.
    Eu também fiquei louca pela série e pelo Quatro *-* e também fiquei na dúvida se prefiro Divergente à Jogos Vorazes... Mas o segundo volume eu achei um pouco forçado em alguns momentos e achei as briguinhas do Quatro e da Tris um pouco forçadas. O final também me desagradou: achei que tudo se resolveu muito rapidinho. Mas enfim, estou curiosa para ver o filme e louca para saber o final da trilogia ^^
    Beijos,
    Niki,
    http://www.meigaemalefica.blogspot.com
    http://www.randomcast.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que legal, Niki.
      Achei o livro 1 melhor que o 2, mas ainda amo o 2. kkkkk
      Beijos :)

      Eliminar

Adoraria saber o que você está achando do blog, e da postagem...