Traduzir

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Incrível 2013



Pessoal, um incrível 2013 pra todos vocês, desejo que muitas coisas boas aconteçam na vida de cada um...
Sejam felizes! 

domingo, 30 de dezembro de 2012

Tá tudo errado!


 Não sei o que anda acontecendo, só sei que não está certo.
Pessoas cada vez mais desligadas, gente que prefere ficar na ignorância do ver a verdade, livros que fazem sucesso por apenas uma frase, emissoras de TV que começam a passar séries que até já foram canceladas, gente rindo da desgraça alheia, pessoas que preferem ver mulheres com roupas minúsculas rebolando na TV do que ler um bom livro, crianças se passando por adultos, pais se comportando como crianças, adolescentes apaixonadas por uma geração de inutilidades, coisas tão tontas se tornando sensacionais, um mundo que poderia estar conectado tendo pessoas tão afastadas ... 
São tantas coisas, tantas coisas das quais poderia falar, poderia ficar o dia todo falando do que está errado e ainda não seria o bastante.
Não sei se sou apenas eu que tenho tolerância zero, se estou ficando muito exigente, ou se algo está realmente errado... 

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros



Ok, é um filme legal, se você gosta do estilo e de ver cenas de ação.
Mas a verdade é que se o personagem principal fosse qualquer outra pessoa, seria apenas mais um filme de caçador de vampiros, mas como se trata de Abraham Lincoln, todo mundo fica tipo, “oh, que fantástico”!
Eles contaram a história do presidente, de como lutou pelo povo, mas acrescentaram fantasia aos fatos históricos, colocando vampiros no meio do negócio e fazendo com que Lincoln se tornasse mais herói do que foi.
Não é um filme chato, dá pra assistir numa boa, mas não gosto muito desses bordões que tentam incorporar o tempo todo, fica uma coisa muito forçada. Ah, e não posso me esquecer de comentar sobre as malditas câmeras lentas, como elas me irritam. Se fossem usadas apenas em alguns momentos estaria tudo bem, mas elas aparecem o tempo todo, sério, umas dez vezes por minuto. kkkkk
Esse negócio de câmera lenta começou com Matrix, na época foi legal, pois era novidade e tudo mais, mas agora isso me deixa nervosa, por isso irei repetir, malditas câmeras lentas.
Tirando tudo isso, o fato das câmeras, dos bordões, posso ignorar essas partes e dizer que a ideia é boa, pois gosto de fantasia e histórias de monstros incorporados ao mundo real. Se você gosta de Abraham Lincoln, da luta contra a escravidão, de vampiros, de filmes de ação e de câmeras lentas, vale a pena assistir, e no final das contas, eu recomendo. 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Stardust - O Mistério da Estrela - Filme


Que demais! Não estava muito animada pra ver o filme, mas acabei impressionada com tudo. Já sabia que ele foi baseado em um livro, e agora fiquei com vontade ler pra ver quais as diferenças que teremos de um para o outro.
Conta a história de um garoto que é apaixonado por uma garota, ele faria tudo pra conquistar o amor dela, até mesmo se arriscar do outro lado do muro para buscar uma estrela cadente.
O pessoal de uma cidade não pode ultrapassar um muro que divide o lugar, essa muralha existe há não sei quantos mil anos, e ninguém nunca passou por ela.
O legal é que a tal estrela caída é na verdade uma mulher. Depois disso a história começa de verdade. Bruxas querem comer o coração da estrela para assim se tornarem imortais e belas, enquanto o garoto quer levar a estrela de presente pra sua amada.
Algumas partes são engraçadas, como o sangue da realeza ser realmente azul, um senhor de noventa e seis anos é o responsável por proteger o muro e não deixar ninguém passar...
 Pensei que seria uma história mais infantil, e se parar pra pensar é mesmo, mas é tão divertido, tão criativo que você nem se dá conta.
Adorei, e não sei como nunca tinha ouvido falar desse filme antes, pois ele é de 2008.
Indico pra todos que gostam de uma boa história de aventura, fantasia, amor e diversão...


terça-feira, 25 de dezembro de 2012

As Vantagens de ser Invisível - Filme



Não achei o filme assim tão diferente do livro, como algumas pessoas disseram. Houve algumas coisas diferentes, mas nada muito drástico e que vá mudar todo o sentido que o livro teve. Pensei que iria gostar mais do filme, mas a verdade é que estou tendo a mesma sensação de quando li o livro, não exatamente a mesma sensação, pois não estou me sentindo tão vazia agora, mas mesmo assim, não foi nada surpreendente.
Eu não sei como explicar, mas não consigo ver uma história acontecendo, eu sei que tem todo esse lado dramático e tudo mais, mas é tão sem graça.
Ok, um ponto positivo que posso dizer é que Charlie do filme não chora horrores como o Charlie do livro, ainda bem, pois não sei se aguentaria outra enxurrada de lágrimas. Outro ponto é que os atores são adoráveis, cada um deles, sem contar que adoro Emma Watson, Logan Lerman e Nina Dobrev, então não foi tão ruim assim.
Eu sei que muitas pessoas amaram tanto o filme quanto o livro, e que muitas pessoas disseram coisas lindas sobre os dois, mas por mais que eu tente, e eu tentei, eu não consigo gostar, não consigo ver coisas boas assim, e nem sentir nada do tipo, pra mim é só um monte de besteira, choradeira, e bla bla bla. Desculpe se você não concordar, não estou tentando desmerecer nada e nem ninguém, mas não consigo achar uma maneira de isso ser algo bom, e não entendo como tanta gente gosta.
Ah, mas não posso deixar de dizer que adorei a frase sobre o infinito, pois acho que é uma boa forma de se expressar em momentos incríveis quando nada é bom o suficiente para dizer o quanto você se sente feliz e completo, acho que a melhor forma de mostrar isso é dizendo o quanto você se sente infinito... 

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Simplesmente Dan


Olá, pessoal

Hoje irei falar um pouco sobre o livro de uma pessoa queridíssima que conheci há algum tempo no fórum do Escreva seu Livro.

Simplesmente Dan
Sinopse

            “Simplesmente Dan” conta a história de dois amigos de infância, Marina e Dan. A Mari é apaixonada pelo amigo, que é um verdadeiro pentelho. Ele arrota, solta pum na frente dela e, como se não bastasse, ainda se aproveita da sua intelectualidade. Mas o curso da vida ameaçará afastá-los, e isso mexerá ainda mais com o coração dessa garota que, mesmo tendo tudo para ser mega feliz, não consegue se imaginar vivendo longe de seu primeiro amor.
            Narrado por esses dois adolescentes, “Simplesmente Dan” nos fará mergulhar numa divertida trama que certamente despertará risos e intensas emoções.
            Colégio, família e amizades; romance, comédia e traquinagens mil. Será que o cupido conseguirá ajustar essa doce e atrapalhada relação entre Marina e Dan?


 O que eu achei:

O que dizer sobre o livro? Que é um amor? Que te conquista logo de primeira? Que te faz lembrar das sensações mais incríveis de quando se apaixona pela primeira vez? Sim, tudo isso e mais um pouco.
O livro conta a história de Marina e Dan, dois amigos que não se desgrudam e nunca param de brigar. Kkkk
Adorei a forma como Isie escreveu as falas nesse livro, tudo muito leve, solto e divertido, ela soube dosar certinho, amor, diversão, e uma certa parte de drama, mais pro final.
Marina é o tipo de garota tímida, que não tem muitos amigos, e é muito estudiosa.
Dan é o garoto inteligente, malandrinho, que faz o que quer, e gosta de aproveitar a vida.
Tudo parece muito bem, mas o problema é que Marina é apaixonada por Dan, e ele nem se toca disso, ele a vê como um “amigo”, aquele tipo de cara meio afeminado. Kkkk
É engraçado, mas Dan nem faz ideia de que Marina o ama, mas com o passar da história as coisas mudam um pouco. Dan descobre que terá que se mudar de cidade, é então que tudo vira de pernas pro ar, e eles começam juntos a descobrir uma paixão que já existia entre eles.
Uma parte da história é passada no colégio, onde Marina conhece algumas amigas engraçadas e tímidas também, que por sinal não gostam muito da relação que ela está tendo com o garoto, mas eles não se importam com isso...
Marina e Dan nos levam de volta aos quinze anos de idade, quanto tudo parece ser diferente, sentimentos explodindo e sensações sendo descobertas.  Tudo muito romântico, fofo, adorável, amei cada pedacinho, e fiquei ansiosa pela continuação.
“Simplesmente Dan” ainda não foi publicado, o que é uma pena, pois sei que muita gente iria amar ler, assim como eu amei, mas espero que isso seja mudado em breve, ficarei muito feliz quando ver o livro empilhado nas prateleiras das livrarias.
Uma história de amor juvenil, daqueles que te dão arrepios, indico pra todos que gostam de uma dose de romantismo e diversão, e para aqueles que querem relembrar como é se apaixonar pela primeira vez...



Sobre a autora

Isie Fernandes sempre foi inclinada às artes. Indo da música ao teatro, e passando pela dança, jamais abandonou suas atividades literárias. Casada, cristã, estudante de Gastronomia pela Universidade Federal da Bahia e pesquisadora da Bíblia, graduada pelo Centro de Treinamento Bíblico Rhema Brasil, dedica-se especialmente à construção de romances, crônicas e contos..
É um amor de pessoa, sempre muito atenciosa com todos, isso é fato.
É dona de um blog literário muito legal, sempre encontramos alguma promoção rolando por lá, o que é ótimo. Escreve desde muito pequena, é divertida, inteligente, adora animais, principalmente gatos, e é adorável com todos que a rodeiam.










domingo, 9 de dezembro de 2012

A Entidade



Não achei nada demais nesse filme, é mais um daqueles em que a gente assiste até o fim, esperando que ao menos o final seja bom e que vá justificar toda a chatice que passou até agora, mas então o filme termina, e você descobre que foi só perda de tempo, isso em minha opinião, é claro.
Eu gosto de filmes com espíritos, casos estranhos que acontecem em casas, pessoas que se mudam pra lugares assombrados e encontram os espíritos dos antigos moradores, mas esse filme foi tão sem gracinha...
O filme conta a história de uma família que se muda pra uma casa. O pai dessa família é um escritor e decidiu-se mudar pra cidade onde o caso que está escrevendo aconteceu, é sobre um assassinato e o sumiço de uma garotinha, o que ele não contou pra esposa é que estavam se mudando exatamente pra casa onde o assassinado foi feito.
Ok, vocês já podem imaginar que ele começa a ver as pessoas que morreram na casa, e bla bla bla, é isso mesmo. Então ele descobre umas coisas sobre uns vídeos que encontra, e que tem um espírito malvado querendo matá-lo assim como sua família.
Historinha fraca, ruim mesmo, que desgosto, kkkkk achei tão fraquinho que fiquei até com raiva por ter assistido, eu podia estar dormindo agora, descansado, mas fiquei vendo esse filme ruim...
É isso, talvez algumas pessoas até possam gostar, sempre tem gosto pra tudo, talvez quem goste muito de espíritos e cultos, algo assim, alguém ainda vai gostar desse filme, isso é certo, mas pra mim tudo ficou muito parado, e sem cenas que me prendessem. Não senti medo, mas nunca sinto medo vendo filmes, nem achei nada de suspense, não achei nada de nada...
Enfim, mais um pra listinha dos piores já vistos...

PS: não posso deixar de dizer, toda vez que vi o vilão da história, não pude deixar de imaginar que ele era apenas um dos integrantes do KISS... 

sábado, 8 de dezembro de 2012

A Estranha Vida de Timothy Green



Estou encantada! Acabei de assistir o filme “A Estranha Vida de Timothy Green”, depois que o filme terminou fiquei pensando, esse filme está com cara de livro.  Pois bem, fui procurar na net e sim, o filme foi baseado num livro, então fiquei com raiva de mim mesma por não ter descoberto isso mais cedo, e ter visto o filme antes de ler o livro, pois o filme é fantástico, então fico pensando quão melhor pode ser o livro...
Novamente, estou encantada! Foi incrível, lindo, um dos melhores filmes que vi esse ano, de verdade.
A história conta o caso de um casal que não podem ter filhos, eles tentam por muito tempo, até escutarem o próprio médico dizer que é hora de desistir. Arrasados eles voltam pra casa e começam a escrever em umas folhas de papel tudo o que gostariam que o filho que não puderam ter tivesse. O filho deveria ter um bom coração, ser engraçado como um tio de sua família, ser muito sincero, entre outras coisas. Depois de escrever como o filho deveria ser, eles colocam as folhas numa caixa e enterram em seu quintal.
Nessa mesma noite eles acordam e descobrem que a caixa que haviam enterrado não está mais enterrada, e um garotinho todo sujo de barro está dentro da casa deles. Sim, o desejo do casal foi atendido e o filho que tanto desejavam chegou.
Timothy é seu nome, como os pais haviam pensando que seria, caso a criança fosse um menino. O que eles não esperavam é que Timothy possui folhas presas em suas pernas...
É isso, ele não é uma criança normal, pois claro, ele veio do jardim e não da barriga de sua mãe. Timothy é o garoto mais lindo, inteligente, engraçado, e bondoso que já vi, estou completamente apaixonada por ele.
A história toda é maravilhosa, contagiante, e emocionante. Nem mesmo ter adivinhado o final mudou minha opinião sobre a história, que é fantástica e linda.
É tudo que irei dizer, deixo que vocês tirem suas próprias conclusões, e espero que se apaixonem por Timothy, assim como estou apaixonada...

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Amanhecer - Parte 2



Acabei de assistir o filme, e posso dizer que esse foi o mais fiel ao livro de todos os outros. Não foi o meu filme preferido, pois esse nem ao menos é um dos meus preferidos dos livros da série, e nem vou ficar me prolongar muito pois estou agitada e completa demais...
Eu simplesmente adorei,  é claro que nem se compara ao livros, mas isso sempre é assim, os livros sempre são melhores.
Me assustei um pouco com uma das partes do final, achei que haviam mudado tantas coisas, estava até começando a ficar com raiva, mas então descobri que era apenas isso, um susto.
Foi lindo, muito lindo, eu não chorei, mas estou com aquele sentimento de frio na barriga, não só por ter sido maravilhoso, mas talvez por ter sido o último.
Achei as cenas todas muito bem feitas, gostei dos atores que fizeram os papéis dos vampiros que surgem para ajudar na batalha, todos muito parecidos com os dos livros.
Renesmee então, que garotinha linda. Adorei a forma como mostraram o final dela com Jack, que não vemos no livro, foi tão doce e emocionante.
Ah, acho que tudo que irei dizer por aqui irá se resumir em escrever milhões de vezes a palavra lindo, maravilhoso, e incrível, pois foi realmente tudo isso. Alguns podem até dizer que digo tudo isso apenas por gostar da série e amar os livros, e talvez até seja, mas quem se importa? Estou com meu final feliz me sentindo feliz!
Adorei a forma como fizeram a última cena, mostrando aquela última frase, foi tudo tão... Perfeito! 

PS: A trilha sonora é incrível, assim como todos os outros filmes da série...